5 vantagens de um relacionamento aberto

Mulher atraente com dedo na boca

Algumas pessoas não são adeptas aos relacionamentos tradicionais e não conseguem se manter fiel a uma única pessoa. Apaixonar-se parece ser o pior dos pesadelos. Ele gosta da mulher, quer ficar com ela, não quer machucá-la e, ainda assim, não consegue se fechar a uma única relação.

Porém, como disse antes, você está apaixonado e não quer ferir os sentimentos da mulher. Envolver-se com outras pessoas sem que a mulher saiba é traição e, eventualmente, ela poderá descobrir. O que jogaria toda a relação de vocês por água abaixo.

Neste caso, propor um relacionamento aberto pode ser uma boa opção: você resolverá o seu problema e suprirá a vontade de ficar com outras mulheres sem que isso afete a sua relação principal.

O “amor livre” tem sido cada vez mais comum. Vários casais vêm adotando essa forma de relacionamento que, algumas vezes, acaba fortalecendo a relação. Confira abaixo 5 vantagens de um relacionamento aberto e, quem sabe, você não acaba se convencendo de propor um.

1. Você poderá se envolver com outras mulheres sem culpa

A primeira coisa que todo mundo pensa quando o assunto “relacionamento aberto” é abordado é o fato de você ter a permissão para se envolver com outras mulheres, sem culpa nenhuma. Essa é uma das maiores vantagens deste tipo de relação.

Sejamos francos, se você está namorando e sente uma enorme vontade ficar com outra mulher, é bem provável que você concretize o ato. Mas a culpa que você carregará por ter feito isso não é pequena e, caso a mulher descubra, as chances de um término são enormes.

Em um relacionamento aberto, porém, a culpa é inexistente. Afinal, você está fazendo tudo com o consentimento da sua namorada.

2. Você não será traído

Um dos maiores medos de qualquer homem que está namorando é o de ser traído. Todo mundo conhece um homem “corno” e, vamos combinar, ganhar um par de chifres durante um relacionamento não faz nada bem para o currículo.

“É importante lembrar que um relacionamento aberto não é tão simples de ser mantido. Exige honestidade, maturidade, confiança e, sobretudo, controle emocional…”

Mas se você está em uma relação aberta, as chances disso acontecer são nulas, já que você consentiu com o fato da sua companheira se envolver com outras pessoas – afinal, você está fazendo o mesmo.

3. O relacionamento não cai na rotina

Um dos grandes motivos que levam um casal a considerar um relacionamento aberto é o fato do namoro ter esfriado ou caído na rotina, o que é bem comum de se acontecer depois de um tempo juntos.

No relacionamento aberto, isso não acontece. Vocês não passarão todo o tempo livre juntos, se envolverão com outras pessoas e passarão por novas experiências.

4. As brigas do casal diminuem drasticamente

Brigas de casal são coisas comum de acontecer, algumas até fortalecem a relação momentaneamente, mas, com o tempo, o desgaste que elas causam pode ser crucial para levar o relacionamento ao fim.

Em um relacionamento aberto, o casal concorda com o fato do companheiro se envolver com outras pessoas e o fator ciúme, protagonista de muitas brigas, deixa de existir. Talvez ainda exista, mas não pode ser motivo de desconfiança.

5. A confiança entre o casal aumenta

A confiança é um dos pontos primordiais de qualquer relação, principalmente no relacionamento aberto, já que ela é testada a todo momento.

Ao adotar o “amor livre”, o casal está reforçando os laços de confiança de uma forma surpreendente. Eles confiam no companheiro a ponto de deixá-lo se envolver com outras pessoas, sem medo que isso afete o relacionamento “principal”.

Um casal que se gosta não precisa acabar com o relacionamento que possuem pelo simples fato de não conseguirem manter a monogamia. Se esse for o seu caso, esteja disposto a cogitar a ideia de uma relação aberta. O sentimento continuará o mesmo e o namoro continuará sério, mas a “permissão” para ambos se envolverem com outras pessoas tornará o fardo do relacionamento muito mais fácil de ser carregado.

Mas é importante lembrar que um relacionamento aberto não é tão simples de ser mantido. Exige honestidade, maturidade, confiança e, sobretudo, controle emocional – afinal, você estará disposto a saber que a sua companheira está se envolvendo com outros homens e isso pode te atormentar bastante. Então, pense bem antes de propor.

O que vem depois?

Saber exatamente o que fazer para atrair e conquistar uma mulher é uma arma poderosa que todo homem deveria ter.

Ainda assim, a maioria dos homens nunca saberá exatamente o que fazer para atrair uma mulher.

É por isso que gravei este vídeo.

Você verá quais são os gatilhos da atração mais poderosos para deixar uma mulher interessada em você…

Clique aqui para assistir

Você também aprenderá a usar um gatilho da psicologia social, extremamente poderoso, mas pouco conhecido.

Isso funcionará mesmo que você seja tão tímido que fica com as orelhas queimando só de falar “oi” pra uma garota…

Ou se você já tentou se aproximar dessa pessoa antes mas as coisas não saíram como você queria…

Eu não tô falando de tentar comprar a mulher com jantares, viagens ou presentes caros.

Muito menos se trata de decorar meia dúzia de cantadas prontas nem de tentar fazer joguinhos de manipulação que, alguns por aí juram, ter o poder de hipnotizar a mulher…

Ao contrário, o que você verá no vídeo é baseado em um estudo pouco divulgado da psicologia e da observação daqueles homens que, naturalmente, sabem despertar desejo nas mulheres.

Continuar »

— Eduardo Santorini