“Meu amigo é um desastre com as mulheres”

Publicado por em

Tenho um amigo que é um fracasso com as mulheres. O principal motivo é porque ele nunca diz o que realmente pensa. Ele é um bajulador crônico.

É um sujeito que não suporta samba, mas ele jamais entraria num confronto direto com nenhuma garota por isso.

Aliás, com ninguém.

Se a garota perguntar, “Eu adoro samba… você também curte?”

Ele prontamente responderia:

Sim, eu também acho o máximo samba!

É o típico cara que tenta “ser legal” com com as mulheres. Ele sempre vai concordar com elas em tudo. Primeiro, porque não gosta de criar conflito. Segundo, porque ele acha que assim vai se dar bem na conquista.

Eu tenho que discordar da postura do meu amigo.

Quando ele faz isso, o tiro sai pela culatra. Não há nenhuma dúvida de que é fácil manter uma boa convivência com ele. Nunca existe qualquer tipo de enfrentamento. Prova disso é que ele é um sujeito que coleciona muitos amigos.

O problema dele é com as mulheres. Não que as garotas não gostem dele. Pelo contrário. Elas adoram conversar com ele, sair com ele, se abrir com ele. Mas apenas isso. Nada mais.

Ele sempre está preso na friendzone e raramente consegue despertar qualquer tipo de atração sexual. Ele é visto como um “amigo gay”, desprovido de qualquer sexualidade.

Ele se comporta como um sujeito inseguro que tem medo de expressar sua personalidade e acabar julgado pelas mulheres.

Por outro lado a postura de um homem confiante — e irresistível — para as mulheres é bem diferente.

No nosso exemplo de conversa sobre música, o diálogo seria assim:

Mulher: “Eu adoro samba… você também curte?”

Homem: “Samba? Eu acho horrível. Mas só não vou te julgar porque eu consigo superar seu mal gosto pra música. O que eu gosto é 10x pior do que samba…

Consegue perceber a diferença? A resposta é espontânea e honesta. O homem não precisa bajular e esconder o que realmente pensa para tentar impressionar a garota.

Mais importante, faz isso sem parecer arrogante.

Quando o cara critica o gosto musical da mulher, ao mesmo tempo em que diz que seu próprio gosto musical é muito pior, ele mostra que é seguro, confiante, divertido … e de quebra ainda deixa a garota curiosa para continuar a conversa.

Uma pequena mudança de atitude que fará enorme diferença nos seus relacionamentos. Por isso, não tenha medo de expressar sua personalidade.

— Eduardo Santorini